segunda-feira, outubro 23, 2017
Home > Realpolitik > Ásia > DIÁRIO DO CAPITAL: Sombrio relatório sobre as condições da economia chinesa no mês de Abril.

DIÁRIO DO CAPITAL: Sombrio relatório sobre as condições da economia chinesa no mês de Abril.

A última batelada de indicadores econômicos chineses oficiais divulgados nesta quarta-feira,13, são particularmente sombrios. O crescimento dos investimentos caiu para seu menor nível das últimas décadas. Nos quatro primeiros meses do ano, os investimentos em capital fixo do setor não agrícola subiram 12% sobre o mesmo período do ano passado. É a menor taxa desde o ano 2000.

No mês de Abril, isoladamente, o investimento subiu apenas 9,6 % nos últimos doze meses, o ritmo mensal mais lento desde Dezembro de 2011. A produção industrial (valor agregado) registrou em Abril 5.9% sobre o ano anterior, mísero resultado para quem estava acostumado a crescer 12 a 15% até poucos anos atrás. Sempre lembrando, são dados oficiais. Quer dizer que, tratando-se de estatística do governo chinês, escondem níveis bem mais baixos. Mas isso não é mais importante nesta altura do campeonato. Os dados divulgados já são suficientemente preocupantes para indicar a sinistra tendência.

A análise dos economistas mais inteligentes do mercado (particularmente os japoneses da Nomura Securities e ABS) é que aumentou o contágio do fraco desempenho da indústria sobre a totalidade da economia, como demonstra a grande desaceleração das vendas de automóveis em Abril. É por esse contágio, também, que deve ser considerada a possibilidade de uma súbita correção do mercado de ações nos próximos meses. Isso causaria, ainda na análise destes economistas, “sérias consequências para a manutenção da estabilidade financeira”. Em outras palavras, acenderia o estopim de uma crise sem precedentes no altamente abalado “chão de fábrica do mundo”.

texto-meio